Florença - É impossível não amar Florença!!!!

Considerada o berço do renascimento, Florença é uma das cidades mais bonitas e interessantes que já visitei. A cidade onde viveram personagens como Nicolau Maquiavel o estrategista, Dante Alighieri o pai da língua italiana e os gênios da arte Leonardo da VinciMichelangelo, Donatello, Giovanni Boccacci e Giotto abriga aproximadamente 30% de todos tesouros artísticos da humanidade segundo a UNESCO. 
Há indícios que povos etruscos já habitavam as margens do Rio Arno entre os séculos VII e VI  a.C. concentrando seu povoado na atual Fiesole (6km de Florença). Em 59 a.C. Julio Cesar criou um assentamento militar entre os Rios Arno e o Mugnone  no local onde passava a Via Cassia (Principal via que ligava Roma ao Norte da Itália), nessa época também foi construí da a primeira ponte sobre o Rio Arno localizada próxima a atual Ponte Vecchio. No século V Florença já era um centro importante devido sua localização estratégica e por esse mesmo motivo a cidade foi alvo de inúmeras disputas entre Bizantinos e Lombardos. Devido as constantes disputas os Lombardos transferiram o centro administrativo da região para Lucca por razões militares, afundando Florença no período mais negro de sua historia.
Florença - Itália
Centro de Florença vista da Piazzale Michelangelo - Com certeza a vista mais bela de Florença.
Florença - italia
Praça da Republica em Florença - O portal foi construído no local exato onde passava a Via Cassia.
A cidade voltou a prosperar no século VIII após dominação de Carlos Magno que tratou de reconstruir as muralhas da cidade para defender a posição contra os Húngaros. No século X a condessa da Toscana doou grandes somas de dinheiro a "Badia Fiorentina" e seu filho escolheu Florença como sua residencia trazendo a administração da toscana novamente para Florença. Durante a idade média, Florença voltou a prosperar principalmente por causa de seus mercadores que realizavam negócios em toda Itália e boa parte da Europa e seus artistas que já gozavam de grande fama na Itália. Retomada do crescimento, riqueza e fama retomada também da cobiça e dos conflitos pelo poder e controle da cidade, mas desta vez o conflito foi entre Guelfos, partidários do Papa e os Gibelinos, que apoiavam o Imperador. Foi nesta época também que o mundo conheceu alguns gênios florentinos como Dante Alighieri que falemos depois, Giotto e Arnolfo di Cambio. Após esse período de grandes disputas e a devastação causada pela peste negra Florença renasce para o mundo no período conhecido como Renascimento.
Florença - Itália
 Loggia del Bigallo - antigo local onde as crianças
eram abandonadas
Florença - Italia
Copia do Davi de Michelangelo - Um dos símbolos do Renascimento. 
O renascimento foi o período de transição entre a idade média e a idade moderna onde alem da evolução na filosofia, nas artes e nas ciências a sociedade se transformou em aspectos culturais, econômicos, políticos e religiosos. Eu precisaria uma postagem inteira para falar sobre o Renascimento, mas como esse não é o objetivo do meu blog deixo aqui um link para os mais curiosos e volto para historia falando sobre a família Medici. Esta poderosa família de banqueiros florentinos iniciaram sua dinastia em Florença em 1434 com Cosimo de Médici - O velho que aos pouco usou sua fortuna para apadrinhar a nova classe média de Florença e se aliar a poderosos dentro e fora da Itália (O método ainda hoje é usado em países como o nosso) e assim chegar ao poder e fundar uma dinastia através de sua influencia política e econômica. Essa poderosa família através de Lorenzo - O Magnífico (filho de Cosimo o velho) apaixonado por filosofia, poesia e nas demais artes, trouxe os melhores artistas e pensadores da época  para Florença transformando a cidade no centro europeu do Humanismo. Com o final da dinastia Medici a família Lorena da dinastia franco-austríaca ficou no poder até 1859 e em 1864 a cidade juntou-se ao Reino de Savóia na então Itália unificada. Ao longo da postagem iremos falar sobre os monumentos e um pouco da historia da arte de Florença.
Florença - Itália
Antigo mercado de Florença

Como chegar:

Onibus- A empresa Sena liga Florença as principais cidades da Itália. Para acessar o site da empresa e conferir os preços clique aqui. Quem quiser chegar de ônibus vindo de outras cidades europeias pode consultar o preço e disponibilidade do serviço na empresa eurolines.

Trem- A Itália tem uma excelente malha ferroviária que possibilita ao viajante conforto e comodidade. Certamente uma boa opção para quem quer economizar e não liga muito para o conforto é a viagem noturna onde é possível dormi no trem e chegar no destino pela manha. O trem de Roma para Florença custa entre 34,40 e 20 Euros e demora aproximadamente 1 hora e 30 minutos. Para verificar preços e tempo de viagem acesse o site da Trenitalia clicando aqui e confira.

Avião - A cidade de Florença tem um aeroporto internacional onde aterrissam diversas cias aéreas dentre as quais podemos citar Iberia, Air Berlim, Tap e Vueling. O acesso ao aeroporto para a cidade pode ser feito de ônibus por 7 Euros. Para acessar o site do aeroporto clique aqui.
Florença - Italia
Fonte de netuno na Piazza della Signoria

O que visitar:

Santa Maria del Fiore (Duomo) Um dos principais cartões postais de Florença, o Duomo como é chamado por aqui é talvez a igreja mais bonita e maiores que já visitei. Projetada por Arnolfo de Cambio sua construção começou no ano de 1296 e durou quase VI séculos com a finalização da fachada. Durante esses anos, grandes artistas trabalharam na igreja como Giotto di Bondone, Francesco Talenti e Filippo Brunelleschi que projetou e construiu a cúpula em 1436. Construída no estilo gótico, com o passar dos anos o projeto da fachada foi modificado e ganhou toques modernistas alem de obras de vários artistas como, por exemplo, Donatello.
Florença - Itália
Santa Maria del Fiore (Duomo) - Um das mais belas igrejas do mundo
Com certeza a primeira coisa que impressiona quando chegamos na praça do Duomo é o tamanho com sua cúpula de Brunelleschi toda revestida em telha, mas quando nos aproximamos o contraste entre os 3 diferentes mármores utilizados na construção (Rosa, Branco e Verde) da fachada e as diversas obras de gênios como Nanni di Banco, Donatello e Jacopo dela Quercia que enfeitam a fachada principal deixam qualquer visitante deslumbrado. Após esses primeiros sentimentos, quando olhamos a lateral da catedral mais uma bela surpresa: Ao invés de somente a fachada ser revestida em mármore como em outras igrejas da toscana, o Duomo é todo revestido em mármore finamente talhado onde a riqueza de detalhes é impressionante.
Florença - Itália
Santa Maria del Fiore - Toda revestida em marmore branco, verde e rosa. 
Florença - Itália
Detalhe da porta em Bronze do Duomo
Florença - Itália
Entrada principal do Duomo
























O interior do Duomo (Entrada Gratuita) apesar de não superar o exterior em beleza possui obras lindíssimas como o afresco de Dante e a Divina Comédia, de Domenico di Michelino que será mostrado quando falaremos do Museu Casa de Dante, o relógio de Paolo Uccello que funciona no sentido anti-horário e marca a chamada hora itálica, o belo e decorado piso e o afresco do Juízo Final pintado na cúpula por Giorgio Vasari e Federico Zuccari que em minha opinião é o grande destaque do interior do Duomo. Para a postagem não ficar mais extensa acesse nosso facebook para visualizar outras fotos do Duomo de Florença clicando aqui .
Florença - Itália
Afresco do Juízo Final na cúpula feito por Giorgio Vasari e Federico Zuccari. 
Ainda fazem parte do complexo Duomo o chamado "Il grand museo del duomo" que guardar as obras substituídas da fachada do Duomo por replicas para não se deteriorarem. Dentre as obras expostas no museu podemos destacar a porta original do Batistério, uma pietà feita por Michelangelo em 1550 e as estatuas que estavam nos nichos do campanário e foram retiradas para serem preservadas. O preço do ingresso do museu do Duomo custa 10 Euros e ainda permite ao turista visitar o campanário e o batistério de São João.
Porta do paraíso - uma das obras do batistério - credito da imagem.
O campanário é uma das principais obras de Giotto que alem do projeto arquitetônico ainda influenciou Andrea Pisano e os outros artistas que participaram da construção do complexo decorativo (hexágonos em baixo relevo e esculturas nos nichos )
Já o batistério de São João (Battistero di San Giovanni) local onde Dante Alighieri e outros célebres personagens da historia de Florença foram batizados é uma das construções mais antigas de Florença. Alguns historiadores falam que o batistério foi construído entre 1059 e 1128 sobre um antigo templo dedicado a Marte outros afirmam que o local substituiu uma antiga torre de vigilância, mas independente do passado, o batistério encanta tanto pelo mosaico no teto representando o juízo final que inspirou Dante a escrever vários cantos do livro inferno da Divina Comédia e as portas de entrada. A porta sul construída em 1329 por Andrea Pisano contem 28 painéis que retratam a vida de São João Batista, já a porta leste construida em bronze e possui 10 painéis folheados a ouro executados por Lorenzo Ghiberti com cenas em relevo do antigo testamento. Devido a beleza da porta Michelangelo apelidou a arte com "Porta do Paraíso".
Mosaico no interior do batistério - Fonte de inspiração para Dane Alighiere credito da imagem.
Piazza della Signoria - A praça central da cidade de Florença que durante séculos foi o coração da vida política e social da cidade e um excelente local para começar a visita de Florença. Dominada pelo imponente Palazzo Vecchio que falaremos depois, a praça é uma galeria de arte a céu aberto e uma das mais belas do mundo na minha opinião.
Claro que todo mundo vem aqui e procura o Davi de Michelangelo que realmente é uma das estatuas mais perfeitas já esculpida (Esta na praça é uma copia) mas alem do Davi, outras obras chamam a atenção dos turista como a fonte de Netuno (foto acima) construida em 1656 por Bartolomeo Ammannati onde, Netuno (Deus no mar) foi construído com o rosto de Cosimo de Medici em alusão as conquistas marítimas de Florença e deixando um mensagem implícita na arte: Os Medicis eram os Senhores do mar. O Netuno de Ammannati também serviu de inspiração para a fonte de Netuno construida por Giambologna em Bolonha e que também possui uma historia curiosa que gerou conflitos com a igreja. Quer saber essa historia? Clique aqui e acesse nossa postagem sobre Bolonha.
Piazza della Signoria  e Loggia dei Lanzi- Galeria de Arte a céu aberto - Crédito da imagem.
Loggia dei Lanzi - Próxima ao Palácio Vecchio o edifício construído em 1382 para abrigar assembleias do povo e cerimônias públicas ganhou o atual nome na época de Cosimo I que usava o edifício para abrigar seus Lanzichenecchi (Lanceiros mercenários contratados por Cosimo). Após a construção da Galeria Uffizi, a traseira da loja foi transformada em terraço tornando-se uma galeria de arte renascentista e antiguidades ao ar livre. Dentre as belas estatuas que temos na Loggia gostaria de destacar duas: Perseu e a Meduza de Benvenuto Cellini e o Rapto das Sabinas de Giambologna:
Florença - Italia
Loggia dei Lanzi - Galeria de arte renascentista e antiga ao arte livre.
A estatua de Benvenuto Cellini (Perseu e a Meduza) é considerada uma das mais importantes do Renascimento. Alem da riqueza de detalhes como o sangue jorrando pelo pescoço da Meduza, Cellini inovou a maneira de trabalhar o bronze aumentando assim a resistência da escultura. Com as técnicas utilizadas até o novo método de trabalhar o bronze desenvolvido por Cellini, era impossível construir uma estatua em bronze com o braço esticado segurando um objeto (neste caso uma cabeça), pois o peso do objeto quebraria o braço da estatua. 
Nesta época, muitas estátuas serviam para passar uma mensagem aos inimigos de Florença, assim como Netuno era associado as conquistas marítimas, Perseu de Cellini que foi associado a própria cidade de Florença passava duas mensagens aos inimigos de Florença:
1ª Desenvolvemos uma nova tecnologia de trabalhar metais.
2ª Todos os inimigos de Florença terão o mesmo destino da Meduza.

Construída entre 1579 e 1583 em uma unica peça de mármore, O Rapto das Sabinas é considerada por muitos a principal obra da vida de Giambologna. A escultura retrata a narrativa Lívio e Plutarco sobre o episodio onde a primeira geração de romanos raptaram em uma festa as filhas dos vizinho sabinos (Clique aqui para conhecer a historia) é um dos marcos do Renascimento pois "a estátua não possui uma face", para contemplar a beleza da obra é preciso circular ao redor da estatua. Essa dinâmica circular conduziu a arte europeia ao barroco alguns anos depois.
O rapto das Sabinas a principal obra de Giambologna foi o inicio do movimento barroco.
Florença -  Itália
Detalhe de Perseu e a Meduza e O Rapto de Polissena de Pio Fedi.
Palazzo Vecchio - Também projetado por Arnolfo di Cambio (mesmo arquiteto do Duomo e da Santa Croce) este simbolo da cidade de Florença começou a ser construído em 1299 para ser a sede do governo de Florença, função ainda exercida atualmente, pois o palazzo é sede da prefeitura de Florença. Alem da função administrativa, o Palazzo e abriga um belíssimo museu com obras de Michelangelo e Giorgio Vasari. Construído sobre o palácio da família Gibelino Ubert e citado por Dante na Divina Comédia, o Palazzo Vecchio (palácio velho) recebeu esse nome após Cosimo I transferir a corte para o Palazzo Pitti, antes disso o local já foi chamada de Palazzo della Signoria, Palazzo dei Priori e Palazzo Ducale.
Florença - Italia
Piazza della Signoria com seu imponente Palácio Vecchio - antiga sede do magistrado florentino.
Sala no Museo do Palazzo Vecchio-- crédito da imagem
 Quem quiser uma prévia do que irá ver no museu do Palazzo Vecchio pode entrar no primeiro pátio do Palazzo todo decorado no estilo maneirista por por Giorgio Vasari onde destacam-se as colunas em estuque dourado, o teto com afrescos no estilo grotesco e a fonte com a estatua do menino e o golfinho (Putto con delfino) de Verrocchio que substituiu o antigo poço do palácio. O preço para visitar o museu é de 10 Euros e mais 10 Euros para subir na torre, comprando o ingresso combinado custa 14, Euros. Para acessar o site oficial do Palazzo Vecchio clique aqui.
Florença - Itália.
Primeiro Patio do Palácio Vecchio - Obra de Giorgio Vasari
Ponte Vecchio - Acredita-se que a atual ponte substituiu a uma antiga ponte de madeira construída ainda no império romano e posteriormente destruída durante as enchentes de 1333. A atual ponte reconstruída em 1345 foi ocupada por açougueiros e profissionais que trabalhavam com couro para facilitar o descarte dos resíduos que alem de trazer muitas doenças tinham um  forte  odor. Quando Cosimo I Medici transferiu sua residencia para o Palazzo Pitti e precisava passar pela ponte para chegar ao Palazza Vecchio por um capricho, Cosimo I proibiu o comercio de carnes e couros na ponte e transformou as lojas sobre a ponte em ourivesarias. Posteriormente foi por cima da Ponte Vecchio que foi construído o corredor Vasari que falaremos em seguida.
Florença - Itália
Ponte Velha - De açogues a ourivesarias por um capricho de Cosimo I.
Florença - Itália
A tradição de ourivesarias é mantida até hoje na Ponte Vecchio.
Piazzale Michelangelo - Florença tem muita coisa para visitar, mas definitivamente um local que não pode faltar no seu roteiro é a Piazzale Michelangelo. O local apesar de um pouco afastado do centro é gratuito e ainda oferece uma vista panorâmica inesquecível. A foto abaixo é autoexplicativa. Se quiser ir até Piazzale de ônibus pode pegar a linha 12 ou 13 na Estação Santa Maria Nuovella ou tentar ir andando, mas atenção a caminhada é pesada!!!!
Além de da belíssima vista próximo daqui é possível visitar a igreja de San Miniato al Monte.
Vista da Piazzale Michelangelo - Vista incrível de Florença
San Miniato al Monte - Próxima a Piazzale Michelangelo a Basílica de San Miniato al Monte é a igreja românica mais bonita da Toscana e uma das igrejas mais bonitas da Itália. Construída entre 1013 e 1207 sobre o tumulo de San Miniato (mercador armênio que foi decapitado durante as perseguições anticristãs do Imperador Décio) a Basílica cuja fachada é revestida com mármores verde e branco tipica da toscana, possui um mosaico com as figuras de Cristo, a Virgem Maria e São Minias, alem da estátua de uma águia portando um pedaço de tecido que era o símbolo dos importadores e artesãos de lã  (arte de calimala) que financiaram a construção da Igreja.
Florença - Itália
Escadaria da Basílica de San Miniato al Monte
Devido sua localização estratégica, durante o cerco de Florença de 1530 o local foi utilizado como ponto de artilharia. Para não danificar a igreja Michelângelo ordenou que se colocassem colchões ao seu redor da Igreja para que ficasse protegida dos projeteis atirados pelos inimigos. O interior da Igreja é tão belo e interessante quanto o seu exterior, apesar da ação do tempo ainda é possível a rica decoração em mármore branco e verde, as colunas romanas recuperadas da antiga igreja de San Miniato, a decoração do teto, os afrescos sobre a vida de São Benedito, a Cappella del Crocefisso  e a capela Cappella del Cardinale del Portogallo que é um memorial ao Cardeal Jaime de Portugal, embaixador português em Florença. Junto a Basílica ainda temos um cemitério e Palazzo dei Vescovi a San Miniato al Monte. 
Florença - Itália
Interior da Basílica de San Miniato al monte
O mosteiro ao lado da Basílica de San Miniato al Monte conhecido como Palazzo dei Vescovi já foi uma das residências dos bispos de Florença hoje é um mosteiro para monges Olivetanos que produzem um famoso licor, mel e chás vendidos em uma loja ao lado da igreja. O lugar possui muitos detalhes, se quer conhecer mais sobre a basílica clique aqui e veja outras fotos de San Miniato al monte em nosso facebook.
Florença - Itália
Bela e refinada Cappella del Crocefisso 
Igreja de Santa Maria Novella - Construída entre 1279 e 1357 por Leon Battista Alberti a pedido dos dominicanos, a Igreja de Santa Maria Novella foi a primeira grande Basílica de Florença. No interior da Igreja cuja visita custa 5 Euros é possível ver belíssimos afresco pintados por artistas como Filippino Lippi, Masaccio e Paolo Uccello no famoso Chiostro verde. Quem quiser acessar o site oficial da igreja clique aqui.
Florença - Italia
Igreja de Santa Maria Novella - 1º Grande Basílica de Florença

Capela deTornabuoni na  Santa Maria Novella - Crédito da imagem.
Museu casa de Dante Alighieri - Dante alighieri é considerado o maior poeta Italiano e responsáveis por diversas obras como De vulgari eloquentia que fala Sobre a Língua vulgar falada em Florença ou De Monarchia onde expõe as suas ideias políticas é considerado o pai da língua italiana. Nascido em uma época onde todos os livros, correspondências formais discursos eram em Latin (língua dos letrados) Dante escreveu a obra de sua vida (Divina comédia) não em latim mas no dialeto falado nas ruas de Florença que depois ficou conhecida como a língua Italiana. A Divina Comédia descreve uma viagem de Dante através do Inferno, Purgatório guiado pelo poeta romano Virgílio e no Paraíso pela sua amada Beatriz. Grande parte da visão que temos hoje do inferno é inspirada na obra de Dante.
Fundado em 1965 em uma casa medieval que supostamente substituiu a casa do próprio Dante Alighieri, um museu foi criado para contar um pouco da história do maior poeta italiano e retratar a época que viveu o autor da Divina Comedia. A visita ao museu custa 5 Euros, e para acessar o site oficial do museu basta clicar aqui. Se você não conhece a obra mais famosa de Dante e quiser ler a Divina Comédia clique aqui e leia gratuitamente.
O museu também fica próximo a Chiesa Santa Margherita dei Cerchi local onde Dante supostamente conheceu sua amada Beatriz. 
Florença - Itália
Museu casa de Dante - Museu para retratar a historia e a época que Dante viveu.
Afresco de Dante Alighieri ensinando a Divina Comédia - Quadro exposto no Duomo.
Palazzo Pitti - A construção do palácio Pitti foi iniciada pelo arquiteto Filippo Brunelleschi em 1457 a mandado do Banqueiro Luca Pitti. O enorme palácio com aspecto de fortaleza foi construído para se tornar a residência da família, rivalizar em ostentação com a família Medici e mostrar aos moradores de Florença o poder financeiro da família Pitti. Curiosamente a família Médici comprou o Palácio Pitti em 1539 e transformou o local na residência oficial da família. 
Florença - Itália
Fachada do Palácio Pitti - Aspecto de fortaleza medieval.
Após comprar o Palácio e transforma-lo em residência oficial, Cosmio I contratou o arquiteto Vasari para ampliar o Palácio e construir uma passagem segura entre o Palácio Pitti e Palácio Vecchio. Posteriormente, a família Medici também comprou os terrenos na colina do Bóboli (parte posterior do palácio) aumentando o tamanho do palácio e criando um lindo jardim conhecido nos dias de hoje como os jardins do Bóboli.
Atualmente os 32000 mts² do Palácio Pitti foram transformados em um dos principais complexos de museus do mundo abrigando obras Rafael Sanzio, Ticiano, Correggio, Rubens e Pietro da Cortona alem de mobiliário, peças de porcelana, pratarias e coches. Como dito o Palácio Pitti  é um complexo de museus e cada museu tem seu preço. Vamos aos preços de cada um dos museus:
Galeria Palatina-Situado no primeiro andar do palácio, a galeria abriga a coleção de artes privada dos Medici's que contem as principais obras do renascimento e os apartamentos reais a visita irá custar 8,50 Euros.
Galeria de Arte moderna-Para visitar as obras da galeria de arte moderna cujo nome é autoexplicativo também irá desembolsar 8,50 Euros
Museo degli Argenti- Abriga os tesouros dos Medici's com peças valiosas em prata, camafeus, trabalhos em gemas semipreciosas e ourivesaria pertencente à coleção de Lourenço de Médici. O custo do museu é de 7 Euros.
Museu de porcelana - Com nome autoexplicativo o custo da visita é de 7 Euros.
Jardins de Bóboli-  A visita ao belo jardim do Palácio com fontes e obras de artes do renascimento também tem um custo de 7 Euros. Quem quiser conhecer melhor o jardim clique aqui.
Se quiser dar uma olhada no que cada museu oferece exatamente, os preços, outras informações ou comprar suas entradas online clique aqui e acesse o site do museu.
Interior do Palácio Pitti e suas obras de arte - créditos da imagem.
Corredor Vasari - Em 1565, Cosimo I  que morava no Palazzo Pitti temia que alguém pudesse atentar contra sua vida no trajeto entre sua casa e o Palazzio Vecchio (Administração da vila). Devido a esse temor, Cosimo contrata Giorgio Vasari que projeta e constrói uma sequencia de pontes que interligavam todos os edifícios desde o Palazzo Pitti até o Palazzo Vecchio passando por cima da Ponte Vecchio que ficou conhecido como corredor Vasari. Embora boa parte tenha sido destruído ainda é possível ver trechos desse corredor em Florença.
Trecho do corredor Vasari ligando o Palácio Vecchio a Galeria Uffizi.
Basílica de Santa Croce - A Basílica da Santa Cruz é a principal igreja franciscana de Florença teve sua construção iniciada 1294 financiada por algumas das famílias mais ricas de Florença e provavelmente foi projetada por Arnolfo di Cambio(não consegui confirmar essa informação). A Basílica cujo ingresso custa 6 Euros, e recebe o titulo de Panteão das Glórias Italianas por abrigar os túmulos de ilustres italianos como Michelângelo, Galileo Galilei, Maquiavel e Rossini. Devido a importância dos "defuntos" é possível imaginar que seus túmulos sejam obras de arte. Alem dos tumulos a basílica é recheada de obras de artes de artistas como Donatello alem de afrescos de Giotto e Taddeo Gaddi.
Florença - Itália
Fachada da Igrena de Santa Croce - Difícil saber se devemos chamar de igreja ou museu.
Tumba de Michelangelo no interior da Basilica de Santa Croce
Galleria degli Uffizi Considerado um dos mais importantes museus do mundo a Galleria degli Uffizi abriga obras como Baco de Caravaggio, A Anunciação de Da Vinci e O Nascimento de Venus de Botticelli. A história da Galeria começa em 1560 quando Cosimo I pede para Vasari construir um palácio proximo ao Palazzo Vecchio para reunir os 13 principais magistrados de Florença (chamados uffizi) em um único lugar onde seria possível controla-los. Em 1574 Francisco I e Medici decide utilizar a Galeria do ultimo andar para guardar sua vasta coleção de arte. Em 1769 Leopoldo de Lorena-Habsburgo outro amante da arte decide que todo aquele esplendor não deve ficar restrito  a visitação de poucas pessoas e abre as portas da galeria para visitação publica condição que se mantém até hoje. Ao contrario da época de Lorena, atualmente o preço para visitar a Galeria é de 15 Euros, mas algumas vezes é possível comprar ingressos mais acessíveis no site do museu (hoje, por exemplo, estão custando 9,85 Euros). Clique aqui para acessar o site oficial da Galeria e comprar seus ingressos.
Interior da Galleria degli Uffizi.
Galeria da Academia de Belas Artes- Em 1784 Leopoldo de Lorena-Habsburgo (O mesmo que abriu a galeria degli Uffizi ao publíco) fundou em Florença Academia de Belas Artes que absorveu outras academias existentes em Florença e a Galeria da Academia para expor os trabalhos desenvolvidos na academia. O intuito da Academia era proporcionar aos jovens estudantes de arte acesso a seletas obras dos gênios do renascimento que serviriam de estudos e inspiração para novas obras. Atualmente a Galeria da Academia também foi transformada em museu e com certeza a principal obra exposta na galeria é o Davi de Michelangelo (talvez a estatua mais perfeita já construída) que foi retirado da Piazza della Signora para não sofrer com a ação do tempo. O preço para visitar o museu é de 6,50 Euros, para mais informações assim como compra on-line dos tickets clique aqui e acesse o site oficial da Galeria.
Davi de Michelangelo - Perfeição em forma de estatua - crédito da imagem.
Outros lugares para visitar - Nesta postagem eu citei os principais lugares de Florença que pelo menos consegui passar, mas uma cidade com tanta história ainda pode oferecer muito mais. Vou deixar aqui uma lista de lugares interessante que não consegui visitar. Se voce for para Florença com mais tempo procure se informar mais sobre os locais....
Florença - Italia
Igreja de Orsanmichele - Antigo Silo de grãos que foi transformado em igreja após aparição da Virgem Maria

O que comer:

Bistecca alla fiorentina- é um prato de carne típico da cozinha italiana muito tradicional na região da Toscana. Consiste em um corte do filé bovino de aproximadamente 1kg e 6 cm de espessura temperada com azeite pimenta moída e ervas a bifana é assada na grelha com brasas de carvão. 
Bistecca alla fiorentina - Prato tipico da Toscana
Patè di fegatini di pollo per crostino toscano - Confesso que não provei essa iguaria da Toscana por falta de tempo, mas quem curte um Foie gras com certeza irá gostar. Este é uma pate feito de figado de frango servido em fatias de pão como uma bruschetta. Apesar de ser figado, não custa tentar neh...
Patè di fegatini di pollo per crostino toscano - Foie gras da toscana
Dicas de aperitivos Gratis- Nosso parceiro Eu ando pelo mundo tem algumas dicas de como comer de graça em Florença. Isso mesmo, clique no nome do parceiro e acesse a postagem dele.

Outro parceiro que também escreveu sobre Florença é o blog A riqueza de viajar que tem um relato bem irreverente de Florença. Não deixe se acessar e conferir.


Um motivo que certamente contribuiu para que minha visita a Florença tenha sido tão agradável foi a possibilidade de encontrar velhos amigos que estavam morando em Florença. Obrigado Walid e Elena pela recepção, pelos passeios e pela amizade.
Melhor que viajar é viajar e reencontrar os amigos.

Usuários de Yahoo e netvibe, assine nosso FEED na barra lateral e fique sabendo de todas nossas atualizações. Semanalmente temos novidades!!!!!


Duvidas são bem vindas, postando uma duvida em nosso blog você esta ajudando outros viajantes como você....


Curtiu nossa postagem ou as fotos? Curta nossa pagina no facebook abaixo:

CONFIRA TAMBEM....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Passeie pelo mapa e confira todas nossas postagens clicando nos marcadores...