Bananal - A cidade que financiou a guerra do Paraguai

Apesar dos belos casarões adornados com elegantes ferragens, quem passa pela cidade de Bananal (SP) não consegue fazer ideia de como essa pacata cidade com pouco mais de 10 mil habitantes foi importante para o Império brasileiro.
A história de Bananal começa com a criação da estrada que ligava as capitanias de Rio de Janeiro e São Paulo. A rodovia foi concluída em 1770 e para povoar a região e criar locais para que os tropeiros pudessem descansar, algumas sesmarias foram criadas dentre elas a do Rio Bananal onde em 1783 uma capela dedicada ao Senhor Bom Jesus do Livramento foi construída por João Barbosa Camargo dando inicio a cidade. Essa estrada que passa por Bananal foi usada por tropeiro que vinham do Sul e pelo Imperador D. Pedro I quando declarou a independência do Brasil hoje é conhecida como Estrada dos Tropeiros (SP-068).
Bananal - São Paulo
Fórum de Bananal - Edifício da Antiga câmara municipal construído em 1833.
No inicio do Século XIX o Vale do Paraíba se tornou a principal região produtora e exportadora de Café do Brasil e Bananal prosperou como nunca. Nesta época os Barões trouxeram artistas da Europa e construíram seus palacetes no melhor estilo neoclássico francês. A prosperidade era tanta que durante um período a cidade possuía moeda própria e como o dinheiro das exportações do café era depositado em bancos ingleses, os Barões de Bananal avalizaram empréstimos feitos pelo Brasil durante a Guerra do Paraguai (1864 - 1870). Para dimensionar o tamanho da importância de Bananal para o império, no ano de 1878 o Comendador Manoel de Aguiar Vallim (um dos fazendeiros mais poderosos da cidade), tinha em apólices da dívida pública quase 1% de todo papel moeda emitido no Brasil.
Bananal - São Paulo
Solar no centro da cidade de Bananal - Sacadas decoradas com ferro fundido
Após décadas de prosperidade, as terras de Bananal já não eram tão produtivas e as facilidades proporcionadas pela ferrovia Santos-Jundiaí que escoava a produção de café do interior de São Paulo para o Porto de Santos fizeram com que a produção de café em Bananal entrasse em decadência. Apesar de trocar as plantações de café pela criação de gado, Bananal nunca mais chegou perto do esplendor vivido na época do café. Na década de 50 após a construção da Rodovia Dutra o fluxo de carros na Rodovia dos tropeiros caiu drasticamente e cidade caiu no esquecimento.
Bananal - São Paulo
Restaurante no centro da cidade - Antigo casarão muito bem preservado

Como chegar:

Carro- Quem for visitar Bananal deve seguir pela Rodovia Dutra (BR-116) até Barra Mansa e pegar a saída próxima ao Km-273 para rodovia RJ-157. Após entrar na rodovia na RJ-157 basta rodar 20 Km para chegar a cidade.
Se você estiver vindo de São Paulo e quiser percorrer a Rodovia dos tropeiros passando por cidades como Areias e São José do Barreiro basta acessar a rodovia SP-68 logo após Cachoeira Paulista.

O que visitar:

Antiga estação ferroviária de Bananal - Inaugurada em 1888 pela Companhia Estrada de Ferro de Bananal (E.F.Bananal) a antiga estação ferroviária é um exemplo típico do poder dos Barões de Bananal. Neste período os Barões que desejavam escoar sua produção de café através da Estrada de Ferro Central do Brasil (EFCB) construíram o ramal que ligava Bananal até Barra Mansa.
Bananal - São Paulo
Antiga estação ferroviária de Bananal - Peças trazidas da Bélgica.
A estação que foi importada da Bélgica em estruturas pré-fabricadas de aço com placas duplas almofadadas e desmontáveis foi uma doação do Comendador Domingos Moitinho, dono da Fazenda Resgate. Na década de 90 a locomotiva 302 foi doada a Bananal para enriquecer a antiga estação ferroviária e referenciar o inicio da industrialização do Brasil alavancado pelas estradas de ferro.
Bananal - São Paulo
Locomotiva 302 - "Teresa Cristina" 

Solar Aguiar Vallim - Localizado no centro de Bananal, o belo casarão neoclássico foi construído a mando de Comendador Manoel de Aguiar Vallim entre 1854 e 1860. Um dos donos da fazenda Resgate assim como um dos mais importantes produtores de café de Bananal, o comendador construiu o solar para eventos onde seriam convidados nobres e autoridades do Império. O solar que atualmente é aberto à visitação (Eu não tive sorte) possui no seu interior um belo hall de entrada decorado com murais feitos pelo catalão José Maria Villaronga, o salão de baile possui um coreto com capacidade para abrigar uma orquestra. A fachada possui 15 portas no andar inferior e 16 portas no andar superior que dão acesso a sacadas ornamentadas em ferro fundido. Uma das portas do primeiro andar fica a casa do artesão com produtos e artesanatos locais.
Bananal - São Paulo
Praça Pedro Ramos - Destaque para o Solar Aguiar Vallim.

Praça da Matriz e Chafariz - Típica praça do interior, a praça da Igreja Matriz de Bananal é muito arborizada e rodeada de casarões do século XIX. Alem da Igreja Matriz do Senhor Bom Jesus do Livramento construída em 1811 (também estava fechada quando visitei a cidade) a Praça da Matriz abriga um coreto e um belo chafariz construído em ferro fundido que foi instalado no local em 1879 para fornecer água aos moradores da cidade.
Bananal - São Paulo
Chafariz publico - Fabricado em ferro fundido e estilo barroco foi inaugurado em 1879 
Bananal - São Paulo
Chafariz, Coreto e Igreja Matriz - As três principais joias da Praça da Matriz
Fazenda Loanda - Localizada um pouco depois da fazenda Boa Vista na estrada que segue para Angra dos Reis, a fazenda Loanda possui esse nome devido a enorme quantidade de escravos vindos da Angola que aqui trabalhavam. Foi nessa fazenda que nasceu e viveu até sua morte Pedro Ramos Nogueira politico influente e produtor de café de Bananal.  Filho de um Sargento-Mór da Guarda de Honra de D. Pedro I, Pedro Ramos recebeu em 1877 o titulo de Barão de Joatinga.
Bananal - São Paulo
Fachada Neoclássica da fazenda Loanda - créditos da imagem.
Anos depois, a fazenda foi comprada pela a família do Dr. Pedro que tem feito um belo trabalho de restauração da fazenda. Com um custo de R$ 15,00 por pessoa, os visitantes podem fazer uma visita guiada pelo Dr. Pedro que alem de mostrar todos os cômodos e moveis da residencia, conta um pouco sobre a historia de Bananal. Conhecedor de história da arte e da historia de bananal só a conversa com o Sr. Pedro já vale o valor do ingresso.
Bananal - São Paulo
Cozinha da Fazenda Loanda - Belo trabalho de restauração realizado.
A fazenda possui vários cômodos e moveis que merecem destaque como a cozinha mostrada na foto acima e a capela barroca inteiramente restaurada pelo proprietário. Para ver outras fotos da fazenda, clique aqui e acesse nosso facebook.
Como quem guia os visitantes no passeio é o próprio dono da residência, para não correr o risco de chegar no local e não encontrar ninguém é melhor ligar antes para agendar a visita. Para maiores informações sobre o agendamento acesse o site da fazenda clicando aqui.
Bananal - São Paulo
Capela da Fazenda Loanda - Barroco mineiro inteiramente restaurada
Fazenda Boa Vista - Inicialmente a fazenda Boa Vista que foi construída por volta de 1780 se dedicava a plantação de Anil (Planta usada para fabricação de corante azul). Com o passar dos anos o herdeiro Luciano José de Almeida decidiu plantar café nas terras da Fazenda (1840) que teve em seu auge uma área de plantio de 3900 alqueires e centenas de escravos.
A casa-grande que teve sua estrutura muito bem preservada ao longo dos anos foi transformada em hotel fazenda. A propriedade está tão preservada que desde 1976 o local é usado para filmagem de novelas e séries dente as quais podemos citar Sinhá moça e Dona Beija. Acesse o site oficial do hotel clicando aqui.
Bananal - São Paulo
Fazenda Boa Vista - Grande produtora de Café transformada em Hotel Fazenda.
Bananal - São Paulo
Interior da Fazenda Boa Vista - Salas ainda preservadas.
Bananal - São Paulo
Interior da Fazenda Boa Vista - Salas ainda preservadas.
Fazenda Resgate - A Fazenda Resgate foi a fazenda do Comendador Manoel de Aguiar Vallim que durante o período que aqui viveu reformou o antigo casarão de um único pavimento e transformou o local na atual construção de fachada neoclássica francês. O interior muito bem preservado apresenta decorações no estilo barroco e rococó com pinturas e afrescos belíssimos. Infelizmente só vi o interior da fazendo por fotos, pois o dia que estive em Bananal a fazenda não estava recebendo visitas. Quem quiser maiores informações e/ou agendar uma visita a fazenda resgate deve clicar aqui e acessar o site oficial da fazenda.
Bananal - São Paulo
Fachada da Fazenda Resgate - Crédito da imagem.
Cachoeiras - A cidade é rodeada de trilhas e cachoeiras. Umas das cachoeiras mais famosas é a cachoeira do Bracuí que tem uma bela vista da baia de Angra dos Reis. Para chegar ao local da foto abaixo é preciso percorrer 3 km de trilha leve. Para saber como chegar a essa cachoeira e conhecer outras cachoeiras próximas a bananal acesse o site oficial da cidade clicando aqui
Bananal - São Paulo
Cachoeira do Bracuí - Vista para Angra dos Reis - crédito da imagem.

Usuários de Yahoo e netvibe, assine nosso FEED na barra lateral e fique sabendo de todas nossas atualizações. Semanalmente temos novidades!!!!!


Duvidas são bem vindas, postando uma duvida em nosso blog você esta ajudando outros viajantes como você....


Curtiu nossa postagem ou as fotos? Curta nossa pagina no facebook abaixo:

CONFIRA TAMBEM....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Passeie pelo mapa e confira todas nossas postagens clicando nos marcadores...