Viseu - A cidade Jardim - Terra de D. Duarte

Fora dos principais roteiros turísticos, Viseu certamente é digna de uma visita. Além das opções de lazer, da riquíssima história e dos belos pontos turísticos que irei falar na sequencia, a cidade com aproximadamente 100 mil habitantes possui os jardins mais bem cuidados de Portugal (minha impressão). 
Não poderíamos iniciar nossa viagem pela história do local sem citar Viriato. Héroi Lusitano nasceu na região de Viseu e comandou a resistência contra a invasão romana (Conheça + sobre essa história acessando nossa postagem sobre a Serra da Estrela). Após a queda de Viriato e domínio romano na região, Viseu se tornou a capital do território de Lusitânia e entroncamento de várias estradas inclusive as que cruzavam Portugal de Norte a Sul e do Litoral para o interior (sentido Roma). A importância de Viseu é visível nos sítios arqueológico onde o principal é a Cava do Viriato.
Centro histórico de Viseu - Catedral da Sé e Igreja da Misericódia 
Jardins de Viseu - Durante o verão esculturas em flores são expostas na cidade
No século VI, com o domínio dos Visigodos, a cidade de Viseu é elevada a sede de diocese. Segundo a lenda o Rei Ramiro (último rei visigodo), morreu e foi sepultado da Igreja de S. Miguel do Fétal.
Após o período visigodo, Viseu assim como toda a península Ibérica foi dominada pelos Mouros e só foi reconquista por volta de 1060 por Fernando I de Leão.
Antes da formação do condado portucalense os pais de D. Afonso Henriques (Condes D. Henrique e D. Teresa), estiveram diversas vezes em Viseu e no ano de 1123 concederam o primeiro foral da cidade.
No ano 1385, Viseu foi atacada, saqueada e incendiada pelas tropas de Castela, que foram vencidas depois em Aljubarrota (A Batalha Aljubarrota foi o motivo da construção do Mosteiro da Batalha). Após a Batalha de Aljubarrota, D. João inicia a fortificação da cidade.
Adicionar legenda
O sucessor de D. João, D. Duarte - O Eloquente nasceu em Viseu em 1391 e apesar do curto reinado (5 anos), ao subir ao trono entregou 1/5 de todos os proveitos comerciais com as zonas descobertas pelos navegadores portugueses ao seu irmão o Infante Dom Henrique (1ª Duque de Viseu).
D. Manuel renova o foral de Viseu em 1513 e o novo foral traz prosperidade e expansão da cidade exemplo disso é a construção da praça do Rossio que se tornaria o ponto de encontro da sociedade Viseense.
Centro histórico de Viseu - Edificios antigos, lojas e bons cafés
Câmara Municipal de Viseu - Praça do Rossio
No século XIX é construído o edifício da Câmara Municipal no Rossio, transladando consigo o centro da cidade, anteriormente na parte alta. Daí ao cume da colina, segue a Rua Direita, onde se encontra uma grande parte de comércio e construções medievais.

Como Chegar:

Carro - Carro é uma boa opção considerando que Viseu está a 90 km de Coimbra (via IP3), 85 km de Aveiro e 127 km do Porto (via A25) e 75 km da Guarda, Viseu pode ser incluido em diversos roteiros de viagem.

Onibus - Como nem sempre você tem um carro disponivel, não se preocupe, a Rodoviaria de Viseu oferece transporte para as principais cidade de Portugal. O trajeto Viseu - Lisboa dura 3h30 e custa aproximadamente 17 €. Para maiores informações sobre preços, horários e destinos, clique aqui e acesse o site da rede expresso.

Trem - A estação de trem mais proxima de Viseu fica em Mangualde que está a pouco menos de 20 km do centro de Viseu. a unica opção para chegar a Viseu saindo da Gare de Mangualde é de táxi.

Bicicleta- Em Viseu temos a Ecopista do Dão que liga Viseu a Santa Comba Dão num trajeto de 49 km de ciclovia. Para maiores informações clique aqui.
Ecopista do Dão -  Passagem sobre ponte do Rio Dão - crédito da imagem

O que visitar:

Adro da Sé - Certamente o principal ponto turístico da cidade, o Adro da Sé e uma das praças mais belas de Portugal, o Adro da Sé é cercada pela Catedral de Viseu, a Igreja da Misericórdia, o Passeio dos Cónegos e o Museu Grão Vasco. No centro da praça, há um cruzeiro em granito com as armas episcopais.
Viseu - Portugal
Adro da Sé - Uma das praças mais bonitas de Portugal
Catedral da Sé - Construída em local de destaque onde é avistada de quase toda a cidade, a imponente Sé de Viseu desperta minha admiração cada vez que tenho a oportunidade de visitar o local.  Substituido um primitivo templo possivelmente construído por suevo-visigóticos, a Catedral de Viseu começou a ser construída no Século XII a mando de D. Afonso Henriques. Construída inicialmente no estilo romântico, a atual fachada foi resultado de obras realizadas por volta de 1635 após a fachada manuelina ter desabado. Nesta reconstrução as torres da sineira foram restauradas e a fachada principal decorada 6 nichos onde destacam-se as estátuas dos Quatro evangelistas, Santa Maria da Assunção (Padroeira da Catedral) e S. Teotónio (Prior de Viseu).
Fachada da Catedral da Sé de Viseu.
Viseu - Portugal
Painel de azulejos do Claustro da Catedral da Sé
A entrada na Catedral é gratuita e o acesso é feito pelo lateral da Catedral onde o visitante poderá contemplar um vasto painel de azulejos do séc. XVI e algumas lapides e sacórfagos de pedra. No interior da Catedral além da arquitetura Gótica com traços manuelinos, destaques para a capela-mor com as cadeiras de couro e a imagem da padroeira e para a sacristia construída em 1574.
Viseu - Portugal
Capela-mor da Sé de Viseu 

Altar da sacristia da Sé de Viseu
Museu Grão Vasco - Localizado no antigo palácio dos bispos (esquerda da Catedral) o Museu Grão Vasco foi criado em 1916 para abrigar obras de Vasco Fernandes (Grão Vasco) e outros artistas da escola de Viseu. Quem gosta de de pinturas não vai se importar de gastar 2,5 € e contemplar as obras do maior artista quinhentista de Portugal.
Passeio em Viseu Verão de 2006
São Pedro de Grão Vasco - Crédito da imagem.
Igreja da Misericórdia - Construída em face à Sé, a igreja do século XVIII com fachada rococó foi construída em homenagem a Senhora da Misericórdia. No interior da igreja é possível ver belos altares neoclássico, pintados de branco e folheados à ouro, destaque para a imagem do século XVIII de Nossa Senhora da Misericórdia.
Fachada Rococó da Igreja da Misericódia 
Praça do Rossio - Arborizada, bonita e centralizada, a Praça da República ou Praça do Rossio é o local escolhido pelos turistas e viseenses  para relaxar no fim de tarde. Além de cafés e a proximidade com os principais pontos turísticos da cidade, destaca-se aqui o painel de azulejos desenhado por Joaquim Lopes em 1931 onde são retratadas cenas da vida quotidiana dos habitantes da Beira (região de Viseu).
Praça do Rossio - Local de encontro do viseenses edx   b

Painel de azulejos retratando a vida cotidiana - Joaquim Lopes (1931).

Igreja da Ordem terceira de São Francisco - A igreja de fachada barroca e imponente escadaria, está localizada entre a Praça do Rossio e o Parque Aquilino Ribeiro. Construída em 1757 essa jóia sacra possui fachada barroca onde destaca-se o portal com o brasão dos franciscanos.
Igreja da Ordem terceira de São Francisco - Praça do Rossio
Como a maioria das igrejas franciscanas, a fachada simples abriga um mini tesouro. Os retábulos rococó de talha dourada estão em perfeita harmonia com os 12 painéis de azulejos que retratam momentos da vida de São Francisco. Ainda destacam-se na igreja o órgão do século XVIII e o retábulo com pinturas da vida de Santo Antônio que se encontram na sacristia.
Hamonia entre Azulejos e retabulos.
Igreja de S. Miguel do Fétal - A igreja de fachada simples foi edificada no século XVIII que passa desapercebida pelos turistas (inclusive por mim que não tenho uma foto do local) tem um grande valor histórico, pois acredita-se que aqui estão os restos mortais do último rei Godo, o El-Rei Rodrigo.
Igreja S. Miguel do Fétal - túmulo do ultimo Rei Godo - Crédito da imagem
Fonte de Santa Cristina - A fonte de Santa Cristina é a mais antiga fonte de Viseu localizada no Largo de Santa Cristina. A fonte de Santa Cristina remonta aos séculos XVI e XVII e está decorada com a esfera armilar do Rei D. Manuel I.
Fonte Santa Cristina - Fonte mais antiga de Viseu.
Muralha Afonsina de Viseu - Devido a importância histórica da cidade de Viseu desde a época do domínio romano a cidade passou a ser fortificada. Locais como a porta do cavaleiro e a Porta do Soar são os únicos trechos da muralha medieval cuja construção foi iniciada por D. João e finalizada por D. Afonso em 1472. Ainda mais antiga que a muralha medieval, quem caminhar pela Rua Formosa irá se deparar com algumas placas de vidro no chão que permitem avistar resto da muralha romana.
Porta do Soar - Uma das 7 portas de entrada da cidade de Viseu
Praça Dom Duarte - Uma das mais antigas e importantes praças da cidade de Viseu, a Praça homenageia o Rei Dom Duarte nascido em Viseu no ano de 1391. Além do nome da praça, o monarca é homenageado com uma estátua em bronze de 2,5 metros onde D. Duarte está com vestes de cavaleiro.
Estatua de D. Duarte - Filho mais ilustre de Viseu
Cava do Viriato - Apesar da estátua do herói lusitano e o nome do local, acredita-se que a Cava do Viriato na verdade foi um acampamento romano de 2 km de perímetro rodeado por um fosso construído por Décimo Júnio Bruto (137-136 a.C.). O local além de assentar tropas romanas era um ponto de vigia e defesa do entroncamento das estradas romanas que ali passavam. E o Viriato? O local foi escolhido para homenagear esse herói que combateu os romanos. Para conhecer um pouco mais da história do herói Viriato, clique aqui.
Estátua em homenagem ao hério lusitano Viriato.
Igreja do Carmo - Localizada no Largo de Santa Cristina, a Igreja do Carmo foi inaugurada a 30 de Junho de 1738, rodeada de belos jardins, o interior revestida de azulejos e retábulos folhados a ouro valem a visita.
Largo de Santa Cristina- Destaque para igreja ao fundo.
Rua Direita - A principal rua de comércio da cidade não deixa de ser um ponto turístico. Com uma característica medieval suas lojas e casarões merecem uma visita. Aproveite e compre seus souvenirs aqui....
Rua Direita - Principal rua de comercio de Viseu
Palácio de Gelo - Um pouco mais afastado do centro, o Palácio de Gelo é o principal shopping da cidade. Além das lojas, o local possui uma pista de patinação no gelo assim como um bar todo de gelo. Para acessar o site do shopping clique aqui.
Palácio de gelo - Principal centro comercial de Viseu
Interior do Bar de Gelo - crédito da imagem.
The day after - Uma das maiores discotecas de Portugal a The Day After oferece 3 Pistas de Dança, uma pista de Kart, 10 Bares e Sala de Jogos. Atualmente a casa não fica aberta o ano todo, mas quem sabe durante sua viagem role alguma festa por lá.... Para maiores informações, acesse o site da balada clicando aqui.

The Day After - Diversão garantida na noite de Viseu - crédito da imagem


Aproveite e conheça outras destinos interessantes em nosso blog. Navegue em nosso menu e desfrute!!!!!

Duvidas são bem vindas, postando uma duvida em nosso blog você esta ajudando outros viajantes como você....

Curtiu nossa postagem ou as fotos? Curta nossa pagina no facebook.

CONFIRA TAMBEM....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Passeie pelo mapa e confira todas nossas postagens clicando nos marcadores...